PEELING QUÍMICO


Com o passar dos anos, você começa a perceber aquelas ruguinhas desagradáveis surgindo no rosto, acompanhadas de manchas e marcas de expressão, que se realçam cada vez mais… E de onde vieram essas rugas e manchas? 

Pois é minha amiga, o tempo realmente não perdoa. Com o avançar do tempo, aquela pele lisinha e viçosa que você tinha vai, pouco a pouco, perdendo a jovialidade. 

O envelhecimento é absolutamente normal e inevitável, mas é claro que nenhuma mulher fica feliz de se conformar com isso, não é? 

Felizmente, graças aos avanços das pesquisas hoje existem  vários tipos de peeling. Cada peeling químico um possui um tipo de indicação de acordo com a profundidade que ser alcançar na epiderme. Alem de fazer a renovação na epiderme, revelando uma pele mais uniforme, este poderoso tratamento estimula a produção de elastina e colágeno, favorecendo também a firmeza da pele e rejuvenescimento. Sendo assim indicado no tratamento de rugas e linhas finas de expressão, manchas, melasma, fotoenvelhecimento, cicatrizes de acne, pele áspera e sem viço. E o melhor: sem precisar de cirurgia plástica!

Uma das técnicas mais eficientes da dermatologia estética para o combate do envelhecimento facial é o peeling . O peeling é um tratamento estético feito por dermatologistas e esteticistas por meio de ácidos e outros cremes manipulados.


Durante o processo de peeling ocorre uma destruição da camada superficial, média ou profunda da pele , que pode ou não sofrer uma escamação de suas camadas, eliminando células mortas e dando lugar a uma pele nova , livre de rugas, manchas, acne e outras imperfeições.

Os peelings podem ser classificados como : muito superficiais , superficiais , médios e profundos; dependendo da região que atinge na pele.

Nível do PeelingIndicação
Peeling Nível 1 – Muito Superficialmanchas muito superficiais, aspereza, pele sem brilho, pele descamativa , pele “seca”, peles “cansadas” e “maltratadas”
Peeling Nível 2 – Superficialmanchas superficiais, aspereza, rugas finas, acne ativa,
Peeling Nível 3 – MédioRugas, manchas, cicatrizes de acne , sulcos e marcas de expressão,
Peeling Nível 4 – ProfundoEnvelhecimento total da pele, cicatrizes de acne muito profundas


Assim , dependendo da camada da epiderme que sera atingido teremos a profundidade do peeling , que ira determinar o seu uso para o tipo de problema apresentado. A profundidade do peeling depende do tipo de ácido ou técnica de peeling utilizada. Quanto mais agressivo for o ácido utilizado no peeling, mais profundo será o peeling, com consequente melhores resultados e maior risco de complicações.

Entre os agentes químicos para peeling mais comuns temos : o Ácido Retinóico, o Ácido Salicílico, a Solução de Jessner, o Resorcinol, o Ácido Tricloroacético – TCA, Blue Peel, os Alfahidroxiácidos, Glicólico, o Fenol, entre outros.


O tipo de peeling a ser utilizado ( peeling superficial , médio ou profundo ) sera definido baseado no seu tipo de pele e nos objetivos a serem alcançados. O peeling superficial, gera uma descamação leve, retirando apenas as lesões mais superficiais da epiderme.



Por ser menos agressivo, o peeling superficial não necessita de repouso ou recuperação, podendo voltar às atividades no mesmo dia. É o tipo de peeling mais utilizado nas clinicas de estética e consultórios
dermatológicos, já que não interfere com as atividades sociais do paciente ( devido a baixa descamação ) e proporciona excelentes resultados no rejuvenescimento facial, quando utilizado de forma gradativa ( peelings semanais ou mensais ).


O peeling médio, como o de TCA (ácido tricloroacético) gera uma descamação mais intensa, que pode durar de 7 a 14 dias. São mais agressivos e efetivos que os peelings superficiais, sendo indicados para remoção de manchas e rugas de média profundidade.




O modelo de peeling profundo é o peeling de fenol. O peeling de fenol apresenta os melhores resultados no rejuvenescimento facial . Esse tipo de peeling profundo leva a destruição de toda camada mais superficial da pele ( epiderme), responsável pela maioria das machas e rugas faciais. Quando bem indicado e realizado por um dermatologista especializado na técnica do peeling de fenol, o resultados são realmente impressionantes, gerando um rejuvenescimento superior ao de qualquer cirurgia plastica.



PEELING ÁCIDO RETINÓICO – Acabe Com as Estrias

Apesar da grande evolução da medicina estética nos últimos anos, o peeling de ácido retinóico continua sendo uma das grandes armas no combate as estrias. O peeling ácido retinóico promove uma descamação superficial e constante da pele, renovando-a e favorecendo a formação de colágeno, levando a uma significativa melhora na aparência das estrias, tanto antigas quanto recentes.

PEELINGÁCIDO GLICÓLICO – Segredo da Beleza Facial

O ácido glicólico é uma substancia natural, derivada da cana de açucar. Segundo relatos, o ácido glicólico seria o “segredo” da beleza de Cleópatra, que possuía uma pele irretocável,  já há milhares de anos atrás. O peeling de ácido glicólico geralmente é utilizado para tratamento da face, pescoço e mãos. O peeling ácido glicólico é cuidadosamente aplicado sobre a pele, deixando  mais macia e com menos rugas após o tratamento com o peeling. O peeling de ácido glicólico é excelente não só para os tratamento dos efeitos nocivos do Sol, como aparecimento de rugas precoces e manchas na pele, mas também para o tratamento da pele com acne e estrias.

PEELING DE VERÃO – Peeling de Baixa Descamação

Muitas pessoas desejam poder fazer um peeling químico, porém não podem, ou não querem descamação cutânea intensa. Nestes casos é recomendável a realização semanal de Peelings Suaves, chamados “Peelings de Verão”. Embora seja um peeling superficial, pode proporcionar ótimos resultados para acne, melasma e rejuvenescimento facial, de forma suave, contínua e segura.






Comentários

POSTS MAIS POPULARES